quarta, 22 de setembro de 2021
Líder de facção gaúcha aliada do PCC é preso na fronteira com MS
Publicado em 11 de agosto de 2021 - 09h08
Foi preso na manhã desta quarta-feira (11) na fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul um dos bandidos mais procurados do Rio Grande do Sul, Leonardo Silva de Souza. Ele é apontado como o principal líder em território paraguaio da facção criminosa gaúcha “Anti-Bala”.

Leonardo foi preso em operação da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai em um condomínio fechado em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande.

Ele dormia na sala da casa térrea do condomínio quando os agentes arrombaram a porta e o dominaram sob a mira de armas automáticas. “Perdeu, perdeu”, gritou um dos agentes. A Senad é treinada e equipada pelo DEA, o departamento antidrogas dos Estados Unidos.


De acordo com a agência antidrogas do Paraguai, Leonardo Silva de Souza é procurado no Brasil por vários homicídios e tem antecedentes por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

A facção “Anti-Bala” é aliada de outra organização criminosa brasileira, o PCC (Primeiro Comando da Capital), que atualmente comanda o crime organizado na linha internacional entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã.

Além de manter aliança com o PCC na fronteira, a facção de Leonardo negocia e organiza em conjunto com o Primeiro Comando da Capital as atividades criminosas no Rio Grande do Sul.

A “Anti-Bala” foi criada em 2016 no Rio Grande do Sul. Formada por grupos criminosos até então independentes, a organização nasceu para fazer frente à “Bala na Cara”, a principal facção em atividade no Estado gaúcho.

Veja também
2021 - MS Online. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Wanderson Moreira.