quarta, 22 de setembro de 2021
Mulher teria premeditado atropelamento do marido, suspeita família
Publicado em 12 de agosto de 2021 - 13h08
Policiais civis de Dourados investigam as possíveis causas da morte de Vanilton Rossati, 45, morador no bairro Jardim Central. Ele acabou morrendo no dia 9 de agosto em hospital de Campo Grande, onde estava em tratamento desde o início do mês de julho deste ano.

Conforme informações de Boletim de Ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados, Vanilton foi atropelado pela própria esposa, Cleuvani Rumão Menezes, de 36 anos, momentos após uma briga entre o casal motivada por ciúmes. 

A família da vítima procurou a delegacia de Polícia Civil nesta semana para imputar a responsabilidade do óbito à mulher. Os dois eram casados há seis anos. 

No boletim registrado no dia 4 de julho de 2021, a esposa denuncia ter sido agredida por ele após desentendimento, tendo sido enforcada e jogada para fora do veículo em que trafegavam em via pública de Dourados.

Toda ação teria acontecido na frente do filho da mulher, uma criança de 10 anos, que teria sido ameaçado pelo homem ao tentar proteger a mãe. 

Na sequência dos fatos transcritos no boletim de ocorrência, a mulher teria entrado no veículo e tentado fugir do local, momento em que acabou atropelando Vanilton que, segundo ela, entrou na frente do carro. A família contesta esta informação e alega que a mulher é que atropelou Vanilton por duas vezes, indo à frente e depois de ré. 

Populares acionaram a equipe de profissionais do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Vanilton foi resgatado e levado ao Hospital da Vida. 

Diante da gravidade dos ferimentos a vítima foi encaminhada para Santa Casa de Campo Grande, morrendo após mais de um mês em internação. 
Veja também
2021 - MS Online. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Wanderson Moreira.